Contador de visitas

23 de nov de 2011

Então é Natal!
 

Um momento doce e cheio de significado para as nossas vidas. É tempo de repensar valores, de ponderar sobre a vida e tudo que a cerca. É momento de deixar nascer essa criança pura, inocente e cheia de esperança que mora dentro de nossos corações. É sempre tempo de contemplar aquele menino pobre, que nasceu numa manjedoura, para nos fazer entender que o ser humano vale por aquilo que é e faz, e nunca por aquilo que possui. Noite cristã, onde a alegria invade nossos corações trazendo a paz e a harmonia. O Natal é um dia festivo e espero que o seu olhar possa estar voltado para uma festa maior, a festa do nascimento de Cristo dentro de seu coração. Que neste Natal você e sua família sintam mais forte ainda o significado da palavra amor, que traga raios de luz que iluminem o seu caminho e transformem o seu coração a cada dia, fazendo que você viva sempre com muita felicidade. Também é tempo de refazer planos, reconsiderar os equívocos e retomar o caminho para uma vida cada vez mais feliz. Teremos outras 365 novas oportunidades de dizer à vida, que de fato queremos ser plenamente felizes. Que queremos viver cada dia, cada hora e cada minuto em sua plenitude, como se fosse o último. Que queremos renovação e buscaremos os grandes milagres da vida a cada instante. Todo Ano Novo é hora de renascer, de florescer, de viver de novo. Aproveite este ano que está chegando para realizar todos os seus sonhos! 
FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO PARA TODOS! 
Curta o vídeo




 Vídeo em Destaque

Um mundo em transformação






Dia Nacional do Doador de Sangue

25 de Novembro







Dia 25 de novembro é o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue. A data criada em 1964 com o objetivo de valorizar a doação voluntária, é um ato simples e salva muitas vidas. Mas será que temos o que comemorar?
De acordo com dados da Fundação Pró-Sangue sim, mas há de se lutar contra a falta de informação e preconceito. Em 2002, foram coletadas no Brasil cerca de 3 milhões de bolsas de sangue, o que corresponde a menos de 2% da população. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse índice deveria estar em torno de 3% a 5%.
A Fundação Pró-Sangue, criada em 1984, é uma instituição sem fins lucrativos, ligada à Faculdade de Medicina e à Secretaria de Estado da Saúde. Considerada o maior hemocentro da América Latina, é responsável pela coleta de 53% do sangue consumido na Grande São Paulo, 24% do Estado e de 14% do consumido no Brasil.
Na Europa e Estados Unidos, a população foi conscientizada para a importância da doação em função de fatores históricos que envolveram conflitos internos, guerras e acidentes naturais. Nesses lugarestodos tinham um parente ou amigo envolvido com episódios que envolviam a necessidade de sangue, o que levou a uma sensibilização da população. O caso mais recente foi o atentado terrorista de 11 de setembro de 2001, em que aviões comerciais foram jogados contra as Torres Gêmeas do World Trade Center, em Nova York. Cerca de 25 mil pessoas foram retiradas do local e se não houvesse essa conscientização coletiva a situação poderia ter sido pior.
Para Aline Monteiro, hematologista da Pró-Sangue, a população americana e européia está sensibilizada para situações de catástrofe, mas a brasileira não. Aline estava de plantão médico no dia 31 de setembro de 1996, quando um avião Fokker 100 da TAM, com destino ao Rio de Janeiro, caiu nas proximidades do Aeroporto de Congonhas logo após a decolagem, matando 96 pessoas. "Várias pessoas correram aos hospitais para doar sangue, em função dos apelos feitos pelo rádio e televisão", diz ela. E adverte: "Nós não temos estoque necessário para esse tipo de acontecimento, se alguma catástrofe acontecer não estamos preparados. É necessário prevenir". Ela admite que em grandes metrópoles, como São Paulo, a dificuldade de locomoção e as distâncias podem ser um empecilho."Mas não podemos ser pegos de surpresa nessas situações", enfatiza.

Dia Nacional do Doador de Sangue

Desde 1995 a Pró-Sangue vem trabalhando em campanhas de informação e conscientização como a "Imite seu Ídolo. Doe Sangue", que contabiliza a participação de mais de 50 artistas e formadores de opinião. A partir disso, o número de doadores voluntários vem aumentando: de 20% em 1995, para 68% em 2003 em São Paulo. No restante do País o número de doações é inferior a 40%.
Fernado Zahorcsak, 25 anos, é um exemplo. Funcionário do Hospital Universitário, no campus da capital, há um ano e meio, doa sangue voluntariamente desde 1996. "Doar é uma coisa que não custa nada e salva muitas vidas. Não é um ato altruísta, mas consciente", afirma ele. É com toda essa simplicidade que Zahorcsak define o ato de doar vida aoutra pessoa. "Quando era mais novo escutava histórias que o povo conta, como, se você doar sangue uma vez tem que doar sempre. Isso é mentira", diz convicto.

Dia Nacional do Doador de Sangue

Zahorcsak é membro do Clube Irmãos de Sangue, criado em 1998 para homenagear os fiéis doadores voluntários. Hoje o clube contabiliza 1.790 associados.
Mensalmente, a Pró-Sangue coleta e processa cerca de 15 mil bolsas de sangue destinadas a 300 hospitais da região metropolitana de São Paulo. Para se tornar um doador é simples. Basta ter entre 18 e 65 anos de idade, pesar no mínimo 50 kg e estar em boas condições de saúde. Os únicos impedimentos temporários são: gripe ou febre; aguardar 90 dias após o parto normal e 180 dias após a cesariana, e 12 meses para quem estiver amamentando. Para quem realizou endoscopia ou fez tatuagem, aguardar 12 meses. No dia da doação não se deve ingerir bebidas alcoólicas.
Contudo, há casos de impedimentos definitivos. Para pessoas que já tiveram doença de Chagas, malária ou hepatite após os dez anos de idade, e para quem participa de situações nas quais há maior risco de contrair o HIV e sífilis.
Em 2002, a fundação recebeu o certificado ISO 9002, da British Standards Institution, tornando-se o primeiro hemocentro público brasileiro a ter o controle de qualidade de seus produtos e serviços testados por um organismo internacional de renome.

Dia Nacional do Doador de Sangue

O alto rigor no cumprimento dessas normas visa a oferecer proteção ao receptor e ao doador. Na triagem, o doador, que deve ser totalmente sincero em suas informações, passa por uma entrevista de avaliação. A doação pode ser agendada por telefone – 0800-55-0300 – ou pelo site.
De 24 a 29 de novembro a Pró-Sangue realizará nos postos de coleta uma grande festa para comemorar a marca de cerca de 70% de doações voluntárias. Participe do dia "de quem salva vidas", e faça parte do Clube Irmãos de Sangue.

Fonte: www.usp.br

 Para DOAR SANGUE é necessário
  • Estar em boas condições de saúde
  • Apresentar documento de identidade original ou fotocópia autenticada ou documento equivalente com foto e filiação
  • Ter entre 18 e 65 anos
  • Ter peso mínimo de 50 kg
  • Ter descansado no mínimo 6 horas nas últimas 24 horas
  • Não estar gripado ou com febre
  • Não estar grávida ou amamentando
  • Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 6 horas.

NÃO poderá doar

  • Quem fez tatuagem, piercing ou tratamento com acupuntura nos últimos 12 meses
  • Portadores de vírus da AIDS, HBV, HCV ou HTLV
  • Pessoas que já viveram situações sexuais de risco acrescido
  • Quem possui histórico de doença hematológica, cardíaca, renal, pulmonar, hepática, ato-imune, diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, sangramento anormal, convulsão após os dois anos de idade ou epilepsia, sífilis, doença de Chagas ou malária
  • Usuários de drogas. Medicamentos contra indicados para doação de sangue
  • Anemia
  • Mulheres grávidas não poderão doar sangue

Como é a Doação?

Ao chegar, a pessoa é submetida ao teste de Hemoglobinaou ou micro-hematócrito (para verificar se doador está com anemia), verificação dos sinais vitais (pressão arterial, batimento cardíaco e temperatura)
A pessoa passa por uma entrevista
Não havendo problemas, a pessoa estará habilitada à doação
Depois disso, é oferecido um lanche que deve ser tomado no local e, em seguida, o doador é liberado.

Interessante você saber que:

A doação não traz risco à saúde;
Todo material utilizado é descartável;
Mulher em período menstrual pode doar, desde que não esteja sentindo cólicas, dor de cabeça ou com fluxo muito grande;
Quem doa sangue uma vez não é obrigado a doar sempre;
Intervalo mínimo entre as doações:
Homens - 60 dias e no máximo 4 vezes ao ano;
Mulheres - 90 dias e no máximo 3 vezes ao ano.

Fonte: www.anvisa.gov.br

30 de set de 2011

Divulgando




Editores podem apresentar objetos educacionais digitais complementares aos livros impressos

Editores podem apresentar objetos educacionais digitais complementares aos livros impressos



O Ministério da Educação (MEC) vai abrir, de 9 de dezembro a 1º de maio de 2012, o período de pré-inscrição de obras didáticas para os anos finais do ensino fundamental do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) para 2014. A novidade para a próxima edição é que os editores podem apresentar objetos educacionais digitais complementares aos livros impressos.
A entrega dos exemplares para avaliação está prevista para o período de 7 a 11 de maio de 2012. Em caso de aprovação, esse novo material será enviado aos alunos com as obras impressas. "O conteúdo multimídia oferece novas possibilidades de trabalho aos professores e de aprendizado aos alunos", afirma o diretor de ações educacionais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Rafael Torino.
Serão selecionados livros de língua portuguesa, matemática, ciências, geografia, história e língua estrangeira moderna (inglês ou espanhol), para estudantes do sexto ao nono ano do Ensino Fundamental.
Como estabelece o edital do FNDE, os livros inscritos passarão por uma seleção. As obras aprovadas integrarão o Guia do Livro Didático 2014, que conterá resumo de cada uma para permitir a professores e diretores a indicação daquelas mais adequados ao processo pedagógico. O edital foi publicado no Diário Oficial da União de segunda-feira.
O cadastramento das obras pelos detentores de direitos autorais deve ser feito na página do FNDE na internet.
 Fonte: Terra
Dia da Consciência Negra
História do Dia da Consciência Negra, cultura afro-brasileira, importância da data, quem foi Zumbi dos Palmares



História do Dia Nacional da Consciência Negra

Esta data foi estabelecida pelo projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. Foi escolhida a data de 20 de novembro, pois foi neste dia, no ano de 1695, que morreu Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.
A homenagem a Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil Colonial. Ele morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também um forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil. Zumbi lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo.

Importância da Data

A criação desta data foi importante, pois serve como um momento de conscientização e reflexão sobre a importância da cultura e do povo africano na formação da cultura nacional. Os negros africanos colaboraram muito, durante nossa história, nos aspectos políticos, sociais, gastronômicos e religiosos de nosso país. É um dia que devemos comemorar nas escolas, nos espaços culturais e em outros locais, valorizando a cultura afro-brasileira.
A abolição da escravatura, de forma oficial, só veio em 1888. Porém, os negros sempre resistiram e lutaram contra a opressão e as injustiças advindas da escravidão.
Vale dizer também que sempre ocorreu uma valorização dos personagens históricos de cor branca. Como se a história do Brasil tivesse sido construída somente pelos europeus e seus descendentes. Imperadores, navegadores, bandeirantes, líderes militares entre outros foram sempre considerados hérois nacionais. Agora temos a valorização de um líder negro em nossa história e, esperamos, que em breve outros personagens históricos de origem africana sejam valorizados por nosso povo e por nossa história. Passos importantes estão sendo tomados neste sentido, pois nas escolas brasileiras já é obrigatória a inclusão de disciplinas e conteúdos que visam estudar a história da África e a cultura afro-brasileira.


19 de Novembro - Dia da Bandeira

 

Projetada em 1889 por Raimundo Teixeira Mendes e por Miguel Lemos, a Bandeira Nacional foi desenhada por Décio Vilares. Ele se inspirou na bandeira do Império, que havia, por sua vez, sido desenhada pelo pintor francês Jean Debret.
A esfera azul, onde hoje aparece a divisa positivista "Ordem e Progresso", substituiu a antiga coroa imperial. Dentro da esfera estava representado o céu do Rio de Janeiro com a constelação do Cruzeiro do Sul, tal como apareceu às 8h30min do dia 15 de novembro de 1889, dia da Proclamação da República. Mas, em 1992, uma lei modificou as estrelas da bandeira, para permitir que todos os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal fossem representados.
Como símbolo da pátria, a bandeira nacional fica permanentemente hasteada na Praça dos Três Poderes, em Brasília. Mesmo quando é substituída, o novo exemplar deve ser hasteado antes que a bandeira antiga seja arriada. O hasteamento e o arriamento podem ser feitos a qualquer hora do dia ou da noite, mas tradicionalmente a bandeira é hasteada às 8 horas e arriada às 18 horas. Quando permanece exposta durante a noite, ela deve ser iluminada.
O Hino à Bandeira surgiu de um pedido feito pelo Prefeito do Rio de Janeiro, Francisco Pereira Passos, ao poeta Olavo Bilac para que compusesse um poema em homenagem à Bandeira, encarregando o professor Francisco Braga, da Escola Nacional de Música, de criar uma melodia apropriada à letra.
Em 1906, o hino foi adotado pela prefeitura, passando, desde então, a ser cantado em todas as escolas do Rio de Janeiro. Aos poucos, sua execução estendeu-se às corporações militares e às demais unidades da Federação, transformando-se, extra-oficialmente, no Hino à Bandeira Nacional, conhecido de todos os brasileiros.

Hino à Bandeira Nacional

Letra: Olavo Bilac Música: Francisco Braga






Em 15 de novembro de 1889 foi proclamada a república do Brasil.

Dom Pedro II e o Marechal Deodoro da Fonseca


Na época, o país era governado por D. Pedro II e passava por grandes problemas, em razão da abolição da escravidão, em 1888.
Como os negros não trabalhavam mais nas lavouras, os imigrantes começaram a ocupar seus lugares, plantando e colhendo, mas cobravam pelos trabalhos realizados, o que gerou insatisfação nos proprietários de terras.
As perdas também foram grandes para os coronéis, pois haviam gasto uma enorme quantidade de dinheiro, investindo nos escravos e o governo, após a abolição, não pagou nenhuma indenização aos mesmos.
A guerra do Paraguai (1864 a 1870) também ajudou na luta contra o regime monárquico no Brasil. Soldados brasileiros se aliaram aos exércitos do Uruguai e da Argentina, recebendo orientações para implantarem a república no Brasil.
Os movimentos republicanos também já aconteciam no país, a imprensa trazia politização à população civil, para lutarem pela libertação do país dos domínios de Portugal. Com isso, vários partidos teriam sido criados, desde 1870.
A Igreja também teve sua participação para que a república do Brasil fosse proclamada. Dois bispos foram nomeados para acatarem as ordens de D. Pedro II, tornando-se seus subordinados, mas não aceitaram tais imposições. Com isso, foram punidos com pena de prisão, levando a igreja a ir contra o governo.
Com as tensões aquecendo o mandato de D. Pedro II, o mesmo dirigiu-se com sua família para a cidade de Petrópolis, também no estado do Rio de Janeiro.
Porém seu afastamento não foi nada favorável, fez com que fosse posto em prática um golpe militar, onde o Marechal Deodoro da Fonseca conspirava a derrubada de D. Pedro II.
Boatos de que os responsáveis pelo plano seriam presos fizeram com que a armada acontecesse, recebendo o apoio de mais de seiscentos soldados.
No dia 15 de novembro de 1889, ao passar pela Praça da Aclamação, o Marechal, com espada em punho, declarou que a partir daquela data o país seria uma república.
Dom Pedro II recebeu a notícia de que seu governo havia sido derrubado e um decreto o expulsava do país, juntamente com sua família. Dias depois, voltaram a Portugal.
Para governar o Brasil República, os responsáveis pela conspiração montaram um governo provisório, mas o Marechal Deodoro da Fonseca permaneceu como presidente do país. Rui Barbosa, Benjamin Constant, Campos Sales e outros, foram escolhidos para formar os ministérios.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola



Vídeo em destaque:
Educação a Distância



Vídeo em Destaque:

Confronto dos Deuses - Zeus




O deus mais poderoso da mitologia grega enfrenta seu pai em uma luta pelo controle do Universo. Os deuses desafiam os titãs no que será a grande batalha do Olimpo. Os especialistas acreditam que esta batalha pode ser uma metáfora para um evento cataclísmico ocorrido no mundo antigo.


PROJETO PET- SAÚDE

Acadêmicos de Odontologia da UNIVILLE, participantes do Projeto estão realizando calibração/capacitação para o Inquérito Epidemiológico que será realizado em 4 escolas municipais: Rosa M. B. Demarchi, Pauline Parucker, Lacy L. Flores e Hilda Ana Krisch, participantes do projeto. Participarão da pesquisa alunos aos 12 anos de idade. O objetivo é conhecer o índice de cárie CPO-D nesta faixa etária. Serão examinados aproximadamente 200 alunos no total. O projeto é desenvolvido pelas professoras Helena M. A. Paiano e Denise Vizzotto - professoras da UNIVILLE.


 Professor



Parabens pelo seu dia!
E. M. Prof Rosa M Berezoski Demarchi 


Morre Steve Jobs, fundador da Apple


"A Apple perdeu um gênio visionário e criativo, e o mundo perdeu um incrível ser humano. Aqueles que tiveram a sorte de trabalhar com Steve perderam um grande amigo e um mentor. Steve deixa para trás uma companhia que só ele poderia ter construído e seu espírito será sempre a base da Apple", diz o comunicado publicado pela companhia.
De acordo com a Agência Estado, Steve Jobs faleceu "tranquilamente" ao lado de seus familiares, que enviaram uma nota à imprensa com o seguinte comunicado:
"Em sua vida pública, Steve foi conhecido como um visionário; em sua vida privada, ele cultivou sua família. Estamos agradecidos às pessoas que compartilharam seus anseios e orações durante o último ano da doença de Steve; um site será criado para aqueles que desejam fazer homenagens. Agradecemos o apoio e a gentileza daqueles que compartilham nossos sentimentos por Steve. Sabemos que muitos de vocês estarão em luto conosco e pedimos que respeitem nossa privacidade neste momento de dor."
No Twitter, cerca de 858 mil mensagens com o nome do fundador da Apple foram enviadas em menos de 1 hora. Com tanta repercussão, o microblog ficou instável por vários momentos esta noite.
Dos 10 trending topics mundiais no momento (23h10), 5 são relacionados a Jobs: ""RIP Steve Jobs", "ThankYouSteve", "iSad", "Twitter over capacity" e "Pirates of Silicon Valley" (referente a um documentário sobre a história e os ícones do Vale do Silício). Entre os trending topics brasileiros, 6 fazem referência ao fundador da Apple: "RIPSteveJobs", "thankyousteve", "Bill Gates", "Pixar", "iDead" e "Stanford".
As mensagens de luto, vindas de personalidades, começam a surgir. Barack Obama, presidente dos EUA, escreveu no Twitter: "Descanse em paz, Steve Jobs. Obrigado pelo que criou, e que facilitou nosso trabalho no dia a dia". Bill Gates, fundador da Microsoft, também se manifestou: "Para aqueles que tiveram a sorte de trabalhar com Steve, foi uma honra. Sentirei falta dele". Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, afirmou: "Steve, obrigado por ter sido um mentor e um amigo. Obrigado por mostrar que o que construímos pode mudar o mundo. Vou sentir  sua falta". Larry Page, um dos fundadores do Google, preferiu o Google+ para lamentar: "Ele era um grande homem, com conquistas incríveis e grande inteligência. Ele sempre pareceu capaz de dizer o que você poderia pensar, antes mesmo de ter pensado". Já Sergey Brin dise: "Em nome de todos no Google e do mundo da tecnologia, digo que todos sentirão sua falta. Minhas condolências à família, aos amigos e colegas na Apple".


Formatura 2011

Participe da enquete e escolha a melhor camiseta para a "Formatura dos alunos dos 9ºanos 2011".
Passe o cursor sobre a camiseta e escolha ao lado o melhor grupo, você só poderá votar uma vez.
Das camisetas com maior votação será escolhida três que irá passar por uma comissão julgadora, e desta sairá a camiseta que os alunos irão usar na formatura.


A Votação encerra no dia 07/10/11 às 23:30.

Para visualizar melhor as camisetas clique em  VEJA TODAS AS IMAGENS

Veja imagens abaixo

23 de set de 2011

Divulgando

27 de Setembro 
Dia nacional do idoso



Cand. P. Roseli Breunig *
 
O envelhecimento faz parte de nossa vida! É um processo natural que se inicia no momento em que nascemos. Não é questão a ser aceita ou tese da qual se possa discordar. A gente envelhece e ponto. Não há, porém, limites estabelecidos para o término de nossa caminhada neste mundo. Temos é que manter sempre acesa a chama do entusiasmo, pois a vida tem encantos para aqueles que gostam dela.
Em nossa sociedade, porém, envelhecer é passar da atividade para a passividade. Isso significa deixar de fazer para que façam pela gente, deixar de ser cidadã/ão, deixar de ser família, etc. Assim limitadas e isoladas, as pessoas perdem a razão de viver. É como se as pessoas idosas não tivessem valor, habilidades, direito à opinião própria, etc. Algumas expressões que se ouvem em nossa sociedade, e até em nossas famílias, em relação às pessoas idosas mostram essa mentalidade: "lugar de velho é em casa", "está ficando igual a criança, quer participar de tudo", "velho não tem mais nada para aprender".
Na Bíblia, também podemos perceber que a atitude frente às pessoas idosas nem sempre foi tão pacífica ou tão tranqüila como, às vezes, ouvimos e afirmamos. Podemos perceber na leitura da Bíblia que as pessoas idosas não têm uma vida sem problemas, sem dificuldades. Mas a exortação quanto ao respeito, à valorização da sabedoria dos mais velhos sempre aparece. O Salmista, por exemplo, compara as pessoas que andam com Deus como árvores viçosas cheias de vigor e de frutos mesmo na velhice (Sl 92.13-15). A Bíblia nos mostra um horizonte diferente daquele que percebemos na nossa sociedade.

"Até à vossa velhice, eu serei o mesmo e, ainda quando tiverdes cabelos brancos, eu vos carregarei; já o tenho feito; levar-vos-ei, pois, carregar-vos-ei e vos salvarei."
(Is 46.4)

A família, a comunidade e a sociedade precisam dignificar as pessoas idosas, assegurando sua participação na comunidade, defendendo sua liberdade, autonomia, bem-estar e garantindo-lhes o direito à vida. No contexto social temos várias formas agradáveis de viver esta fase da vida, participando de grupo de idosos, de dança, artesanato, realizando viagens, fazendo caminhadas, mantendo-se atualizado, freqüentando cursos e, desta forma, preenchendo significativamente o nosso envelhecer. 
E você, que se considera nessa fase da vida, não pense no número de anos que já viveu. Pense, isto sim, em como desfrutar com muita coragem, perseverança e fé os anos que tem pela frente, dedicando-se a algo que lhe interesse e orgulhando-se de sua idade, por mais avançada que seja. Tudo isso manterá seu espírito alegre e juvenil. Enfrente, pois, o entardecer da vida com responsabilidade, alegria e muito amor. Esse entardecer não acaba em uma noite fechada, mas em um amanhecer cheio de esperança.
Vamos olhar para a pessoa idosa como ser humano integral, valioso e amado por Deus e por nós. Não podemos considerar apenas sua força física, mental e sua saúde. É preciso respeitar a personalidade formada, a riqueza da experiência acumulada. As pessoas idosas podem trazer de volta muitos valores perdidos pela sociedade de consumo e pela violência. 
Que Deus nos lembre do valor e da transitoriedade de nossa vida. Que nunca haja um tarde demais para amar, perdoar e servir. 

Fonte: http://www.luteranos.com.br/mensagem/094.htm 


DIA DA LEI DO VENTRE LIVRE - 28/Setembro

 


     A Lei do Ventre Livre, também conhecida como “Lei Rio Branco” foi uma lei abolicionista, promulgada em 28 de setembro de 1871 (assinada pela Princesa Isabel). Esta lei considerava livre todos os filhos de mulher escravas nascidos a partir da data da lei.
Como seus pais continuariam escravos (a abolição total da escravidão só ocorreu em 1888 com a Lei Áurea), a lei estabelecia duas possibilidades para as crianças que nasciam livres. Poderiam ficar aos cuidados dos senhores até os 21 anos de idade ou entregues ao governo. O primeiro caso foi o mais comum e beneficiaria os senhores que poderiam usar a mão-de-obra destes “livres” até os 21 anos de idade.
A Lei do Ventre Livre tinha por objetivo principal possibilitar a transição, lenta e gradual, no Brasil do sistema de escravidão para o de mão-de-obra livre. Vale lembrar que o Brasil, desde meados do século XIX, vinha sofrendo fortes pressões da Inglaterra para abolir a escravidão.
Junto com a Lei dos Sexagenários, A Lei do Ventre Livre (1887), a Lei do ventre Livre serviu também para dar uma resposta, embora fraca, aos anseios do movimento abolicionista. 



Fonte: http://www.cidadaopg.sp.gov.br/data_comemorativa_/inf_datas.php?id=138&cod=3
 


VI Encontro Internacional Educarede 2011



Atividade desenvolvida no VI Encontro International Educarede 2011. Esta atividade teve como intuito fornecer ao público fundamentos básicos de como olhar uma fotografia. Como entender a temática? Como interpretar a luz? Enfim, como trazer a fotografia para dentro da sala de aula e da realidade do jovem. Para isso, as duas fotógrafas falaram dos fundamentos básicos da fotografia, de como ler uma imagem. A atividade foi realizada na exposição da Coleção de Fotografia Contemporânea do Tomie Ohtake, para que o usuário possa conferir, na prática, exemplos de como a fotografia pode assumir mais do que um papel ilustrativo e de fato tomar parte na aquisição de conhecimento.

Video





Fonte http://encuentro2011.educared.org/group/usando-affotografia-na-sala-de-aula


VÍDEO EM DESTAQUE

Linguagem de sobrivivência dos indios Karajás
 




Descricão -  o video mostra hábitos, rituais, danças, músicas, costumes e a vida do povo, educacão diferenciada - como ensiman as crianças etc... vale a pena assistir.

Fonte http://www.youtube.com/watch?v=fPMXSIdChsc

26 de ago de 2011

Divulgando

Homenagem dos Funcionarios da escola pelo Dia do Diretor - 11.09.2011.



A escola agradece a todos os funcionarios pelo esforco e dedicacao para a realizacao deste evento.

Veja momentos abaixo


História em Quadrinhos



Cartilha Dicas de Navegação Segura


 Projetor ProInfo

Apresentação

Projetor ProInfo 







Com o propósito de levar tecnologias às salas de aula, o Ministério da Educação disponibiliza, por meio do FNDE, um projetor multimídia interativo para facilitar o ensino e a aprendizagem.
Concebido e desenvolvido pelas universidades federais de Santa Catarina e de Pernambuco, o projetor é diferente dos demais disponíveis no mercado por facilitar a interatividade.
Portátil e leve (apenas 5 quilos), é equipado com mouse, teclado e portas de entrada para CD, DVD e demais acessórios (USB), e congrega diversas funcionalidades. Portanto, dispensa o uso de computador.
O objetivo é levar os conteúdos digitais para a sala de aula e, com isso, torná-la mais atraente e interativa. O Ministério da Educação já solicitou patente do produto.
O projetor multimídia será mais uma ferramenta de inclusão digital do Programa Nacional de Tecnologia Educacional – ProInfo.
Os municípios, estados e Distrito Federal poderão adquirir este equipamento com recursos próprios ou de outras fontes, por meio de adesão à ata de registro de preços decorrente do pregão nº 42/ 2010, realizado pelo FNDE.

Fonte: http://www.fnde.gov.br/index.php/projetor-proinfo

UTILIZAÇÃO

Não há necessidade de instalação por parte da empresa, podendo ser utilizado de imediato pelos Núcleos de Tecnologia e Escolas beneficiadas. Caso o equipamento apresente algum tipo de problema, contatar de imediato à Empresa responsável pela entrega, por meio do 08007262301( Call Center ) ou informar através do e-mail: proinfo@mec.gov.br.
Obs: Após a instalação do Projetor, aparece a tela solicitando a inserção do INEP, numero do cadastro da escola, para tanto sugerimos que observem atentamente as solicitações contidas nas janelas iniciais do sistema embarcado no projetor. Ressaltamos que o funcionamento do projetor não está condicionado ao número INEP, se a escola não souber o INEP no momento, basta digitar "quero digitar o inep da minha escola depois" e o sistema será carregado.
 

 Projeto Resgate de Valores

Nossa Unidade Escolar recebeu no dia 25/08/11 a visita dos missionários que fazem parte dos Arautos do Evangelho.
Os missionários realizaram no Mini Ginásio da escola o "Projeto Futuro e Vida" com os alunos dos 6º e 7º anos do período matutino e vespertino. O projeto tem como objetivo o resgate de valores.
Os alunos e professores tiveram a oportunidade de assistir a uma apresentação musical. Logo após a apresentação foram sorteados em cada sala de aula alguns alunos entre eles meninas e meninos perfazendo um número de 40 alunos para visitar e fazer parte das atividades e projetos que acontecem na Associação. Os alunos escolhidos poderão participar no sábado e domingo de atividades tais como: teatro, música, karatê, coral gratuitamente, estes também serão avaliados através de um teste para verificar sua aprendizagem.

O que é o "Projeto Futuro e Vida"


O Projeto Futuro e Vida é uma iniciativa dos Arautos do Evangelho, uma Associação Católica de Direito Pontifício. composta em grande parte por jovens (moças e rapazes). Os Arautos do Evangelho realizam vários projetos culturais e sociais. E estes projetos visam motivar o jovem a desenvolver a sua cultura e o gosto pelas artes cênicas e musicais, através de um ensino vivo e rico em ética, história e cidadania; oferecer o esporte como meio de lazer, ajudando na formação de "uma mente sã num corpo sadio", este é o objetivo do Projeto Futuro e Vida 
Tratando-se de uma proposta cultural o Projeto Futuro e Vida proporciona ás novas gerações a alegria do bom comportamento e da retidão, oferecendo por meio da música, do teatro e do esporte; uma nova opção para a juventude afim de formar um mundo melhor.
Esta atividade cultural-humanitária visa incutir no coração de cada aluno um sadio ideal, para que ele se torne um difusor desses valores na sociedade. Damos com isso uma oportunidade para melhorar o rendimento escolar, qualidade de vida e a inclusão social.

Veja momentos abaixo:







Uso de celulares na educação aproxima professores do universo dos alunos



A mobilidade já é uma realidade na educação. No entanto, muitos professores ainda têm dificuldade na hora de pensar e executar projetos pedagógicos que utilizem os recursos de celulares e tablets. Barreiras na formação do docente, deficiências estruturais e/ou curriculares são alguns pontos que dificultam o uso efetivo desses aparelhos.

Em enquete realizada no portal do Instituto Claro e na nossa fanpage no Facebook, perguntamos aos educadores se eles usam o celular como ferramenta pedagógica. Quase metade (47%) optou pela alternativa que quer integrar a ferramenta à sala de aula: “Sim, acredito que temos de nos aproximar do universo dos alunos”.

Mas que universo é esse? Para Rogério da Costa, professor do Departamento de Ciência da Computação da PUC-SP, o universo dos alunos hoje é muito mais relacional do que há poucos anos. Em outras palavras, os estudantes estariam mais preparados para debater e questionar sobre diversos assuntos.

Para o pesquisador, esse novo estudante impõe um desafio para a escola, que deve começar a repensar a autoridade do educador. Caminho semelhante propõe o pesquisador Antônio Xavier, da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco). Ele afirma que esse universo é o da escola do século XXI: “Em estudos do grupo de pesquisas que coordeno, vemos que o conhecimento tecnológico melhora o rendimento acadêmico e facilita a aprendizagem”, afirma.

Confira o resultado da enquete




Recursos pedagógicos no celular

  

Um número considerável dos que participaram da enquete (22%) também afirmou não encontrar nos celulares recursos pedagógicos suficientes para usá-los em sala de aula. Mas Rogério da Costa discorda desse resultado. “O que não possui recursos suficientes para lidar com a educação é o modelo atual de ensino, inteiramente preso à sala de aula”, afirma.

Antônio Xavier destaca que o que falta é o professor encontrar os recursos já existentes nos celulares. Para ele, essa não é uma tarefa fácil, mas que pode proporcionar resultados positivos, e cita a pesquisa de uma de suas orientandas, que utiliza celulares para a aprendizagem de inglês. “Por meio de SMS, ela pede que os alunos façam tarefas simples, como descrever a paisagem ao seu redor, gravar pequenos trechos para trabalharem pronúncia em sala de aula, entre outras atividades. Todas utilizam recursos existentes em quase todos os celulares”, destaca.

Estratégias simples como a descrita, podem, para o pesquisador da UFPE, promover mudanças significativas, reforçando e validando conteúdos aprendidos em sala de aula em diversos momentos do dia a dia dos alunos. “Estamos imersos na cultura digital e precisamos aprender a lidar com todas as inovações”, afirma.

Rogério da Costa também reforça que os dispositivos móveis devem ser usados em sua relação com o mundo exterior a escola. “Agora, com os tablets, não há mais como recusar o papel da mobilidade na educação”, afirma Rogério da Costa
.

Leia mais

Mobile learning: a sala de aula pode estar na esquina

Na cultura digital, o que é tendência e realidade para a educação brasileira

“Aplicative-se”: educação começa a perceber a força dos aplicativos nos processos de aprendizagem


Fonte: https://www.institutoclaro.org.br/em-pauta/uso-de-celulares-na-educacao-aproxima-professores-do-universo-dos-alunos/

Fundição Tupy - 1963

Vídeo sobre a inauguração de uma nova unidade da Fundição Tupy em Joinville, no ano de 1963. Mostra também detalhes da cidade de Joinville e da Fundição.

Produção: Indiana Cinematográfica
Fonte: Desconhecida

4 de jul de 2011

Homenagem para todos os pais



"Os nossos pais amam-nos porque somos seus filhos, é um fato inalterável. Nos momentos de sucesso, isso pode parecer irrelevante, mas nas ocasiões de fracasso, oferecem um consolo e uma segurança que não se encontram em qualquer outro lugar".
Bertrand Russell

A origem do Dia dos Pais
Ao que tudo indica, o Dia dos Pais tem uma origem bem semelhante ao Dia das Mães, e em ambas as datas a idéia inicial foi praticamente a mesma: criar datas para fortalecer os laços familiares e o respeito por aqueles que nos deram a vida.
Conta a história que em 1909, em Washington, Estados Unidos, Sonora Louise Smart Dodd, filha do veterano da guerra civil, John Bruce Dodd, ao ouvir um sermão dedicado às mães, teve a idéia de celebrar o Dia dos Pais. Ela queria homenagear seu próprio pai, que viu sua esposa falecer em 1898 ao dar a luz ao sexto filho, e que teve de criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos sozinho. Algumas fontes de pesquisa dizem que o nome do pai de Sonora era William Jackson Smart, ao invés de John Bruce Dodd.
Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém. Então, em 1910, Sonora enviou uma petição à Associação Ministerial de Spokane, cidade localizada em Washigton, Estados Unidos. E também pediu auxílio para uma Entidade de Jovens Cristãos da cidade. O primeiro Dia dos Pais norte-americano foi comemorado em 19 de junho daquele ano, aniversário do pai de Sonora. A rosa foi escolhida como símbolo do evento, sendo que as vermelhas eram dedicadas aos pais vivos e as brancas, aos falecidos.
A partir daí a comemoração difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington. Por fim, em 1924 o presidente Calvin Coolidge, apoiou a idéia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial declarando o terceiro domingo de junho como o Dia dos Pais (alguns dizem que foi oficializada pelo presidente Richard Nixon em 1972).
No Brasil, a idéia de comemorar esta data partiu do publicitário Sylvio Bhering e foi festejada pela primeira vez no dia 14 de Agosto de 1953, dia de São Joaquim, patriarca da família.
Sua data foi alterada para o 2º domingo de agosto por motivos comerciais, ficando diferente da americana e europeia. 
Fonte: http://www.portaldafamilia.org/artigos/texto034.shtml - acesso dia 11/08/2011 
 


No dia 11 de agosto de 1827, D. Pedro I instituiu no Brasil os dois primeiros cursos de ciências jurídicas e sociais do país: um em São Paulo e o outro em Olinda, este último mais tarde transferido para Recife. Até então, todos os interessados em entender melhor o universo das leis tinham de ir a Coimbra, em Portugal, que abrigava a faculdade mais próxima.

Na capital paulista, o curso acabou sendo acolhido pelo Convento São Francisco, um edifício de taipa construído por volta do século XVII. As primeiras turmas formadas continham apenas 40 alunos. De lá para cá, nove Presidentes da República e outros inúmeros escritores, poetas e artistas já passaram pela escola do Largo São Francisco, incorporada à USP em 1934.

Cem anos após sua criação dos cursos de direito, Celso Gand Ley propôs que a data fosse escolhida para homenagear todos os estudantes. Foi assim que nasceu o Dia do Estudante, em 1927.

 
O que é ser "Estudante"?

Será estudante apenas aquele que estuda e porventura tem avidez de conhecimento, de sabedoria?
Querer saber não é atributo da criança e do jovem, como do adulto que jovem continua a ser?
Deste pensar, será estudante quem mantiver o desejo de saber e com o saber o espírito de juventude!
E ser jovem, o que é?
Não é ser idealista e também acreditar em efêmeras ilusões?
E nessas efêmeras ilusões (ficções ou miragens), não estão os "seus amores", porventura de breve duração, "como as rosas de um dia", "perfume de sonho que se sonhou"?
Assim pensando, em dada canção dedicada aos estudantes, que o mesmo é dizer, aos jovens que o sejam, está dito:
"Quero ficar sempre estudante para eternizar a ilusão de um instante..."
A pretender-se guardar no sacrário do nosso ser, esses ideais e sonhos de amor, perdurados pelo tempo fora com espírito jovem - porque o espírito não tendo corpo não envelhece!
 Autor: Prof. Dr. Aureliano da Fonseca
 
Atividades na escola

Em nossa Unidade Escolar os alunos puderam participar de várias atividades como: atividades esportivas, oficina de kung fu, pintura de rosto, maquilagem, karaokê, jogos, xadrez, decoração de caderno escolar. Foi um dia muito festivo e agradavel.  A escola agradece a todos os funcionários pela participação e empenho.

Veja momentos abaixo:







Divulgação - Plataforma Freire

Estão abertas as pré-inscrições na Plataforma Freire a partir do dia 03/08 conforme Calendário disponível na Plataforma.

Calendário de Pré-inscrição de Formação Inicial para o 1º Semestre de 2012:


Cronograma:

03/08/2011 a 10/09/2011 - Período de Pré-inscrição na Plataforma Freire


11/09/2011 a 08/10/2011 - Período de validação das inscrições pela Secretarias de Educação estaduais e municipais


09/10/2011 a 12/12/2011 - Período de seleção dos alunos pela IES


13/12/2011 a 31/12/2012 - Período de matricula e inclusão dos matriculados na Plataforma Freire


Critérios para a pré inscrição continuam os mesmos, ou seja, ser professor atuando na rede pública e estar cadastrado o EDUCACENSO.

Acesso: http://freire.mec.gov.br/index-static



Festa Julina no Rosa

A festa na escola foi prestigiada pelos alunos, professores e comunidade. Teve dança caipira, pinhão, cachorro-quente, bolo e muita diversão. Agradecemos a todos que prestigiaram e participaram de mais este evento na nossa Unidade Escolar.
Veja momentos abaixo:



Entrega da Bicicleta 
Quem ganhou: Sra. Edineia
Quem retirou a prêmio foi seu marido.

Lado esquerdo Profº José Adelir (Auxiliar de Direção)
Lado direito esposo da Sra. Edinéia sorteada na ação entre amigos



Palestra: Planejamento Familiar




Palestra: Saúde Bucal

Palestrantes: alunos do 3º ano do curso de Odontologia do PET - Saúde.
Professora: Helena Paiano (Orientadora e Supervisora)

Turmas: 7º anos A e C
Objetivo: Melhorar na qualidade da saúde bucal dos escolares com informações e educação em Saúde Bucal.
Melhorar a alimentação dos escolares passando informações sobre como se alimentar de maneira adequada.

Descrição: O que é a doença cárie, a doença periodontal. Como se cuidar e não adoecer. Técnica de escovação adequada. Informação sobre o tipo de escova, creme dental. Alimentação saudável, exercícios físicos. Considerações gerais sobre saúde geral.

Resultados: O que se espera é a melhora da auto estima dos alunos e melhora da saúde bucal.

23 de mai de 2011


SER CHIQUE SEMPRE
GLÓRIA KALIL


Nunca o termo "chique" foi tão usado para qualificar pessoas como nos dias de hoje.
A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da vida, infelizmente, não estão à venda. Elegância é uma delas.
Assim, para ser chique é preciso muito mais que um guarda-roupa ou closet recheado de grifes famosas e importadas. Muito mais que um belo carro Italiano.
O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem, mas a forma como ela se comporta perante a vida.
Chique mesmo é quem fala baixo.
Quem não procura chamar atenção com suas risadas muito altas, nem por seus imensos decotes e nem precisa contar vantagens, mesmo quando estas são verdadeiras.
Chique é atrair, mesmo sem querer, todos os olhares, porque se tem brilho próprio.
Chique mesmo é ser discreto, não fazer perguntas ou insinuações inoportunas, nem procurar saber o que não é da sua conta.
É evitar se deixar levar pela mania nacional de jogar lixo na rua.
Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às pessoas que estão no elevador.
É lembrar-se do aniversário dos amigos.
Chique mesmo é não se exceder jamais!
Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir.
Chique mesmo é olhar nos olhos do seu interlocutor.
É "desligar o radar", “o telefone”, quando estiver sentado à mesa do restaurante, prestar verdadeira atenção a sua companhia.

Chique mesmo é honrar a sua palavra, ser grato a quem o ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios.
Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer, ainda que você seja o homenageado da noite!

Chique do chique é não se iludir com "trocentas" plásticas do físico... quando se pretende corrigir o caráter: não há plástica que salve grosseria, incompetência, mentira, fraude, agressão, intolerância, ateísmo... falsidade.

Mas, para ser chique, chique mesmo, você tem, antes de tudo, que se lembrar sempre de o quão breve é a vida e de que, ao final e ao cabo, vamos todos terminar da mesma maneira, mortos sem levar nada material deste mundo.

Portanto, não gaste sua energia com o que não tem valor, não desperdice as pessoas interessantes com quem se encontrar e não aceite, em hipótese alguma, fazer qualquer coisa que não lhe faça bem, que não seja correta.
Lembre-se: o diabo parece chique, mas o inferno não tem qualquer glamour!
Porque, no final das contas, chique mesmo é Crer em Deus!
Investir em conhecimento pode nos tornar sábios... mas, Amor e Fé nos tornam humanos!

29 de abr de 2011

1º de Maio – Dia Mundial do Trabalho


“A história do Primeiro de Maio mostra, portanto, que se trata de um dia de luto e de luta, mas não só pela redução da jornada de trabalho, mais também pela conquista de todas as outras reivindicações de quem produz a riqueza da sociedade.” – Perseu Abramo

O Dia Mundial do Trabalho foi criado em 1889, por um Congresso Socialista realizado em Paris. A data foi escolhida em homenagem à greve geral, que aconteceu em 1º de maio de 1886, em Chicago, o principal centro industrial dos Estados Unidos naquela época.

Milhares de trabalhadores foram às ruas para protestar contra as condições de trabalho desumanas a que eram submetidos e exigir a redução da jornada de trabalho de 13 para 8 horas diárias. Naquele dia, manifestações, passeatas, piquetes e discursos movimentaram a cidade. Mas a repressão ao movimento foi dura: houve prisões, feridos e até mesmo mortos nos confrontos entre os operários e a polícia.

Em memória dos mártires de Chicago, das reivindicações operárias que nesta cidade se desenvolveram em 1886 e por tudo o que esse dia significou na luta dos trabalhadores pelos seus direitos, servindo de exemplo para o mundo todo, o dia 1º de maio foi instituído como o Dia Mundial do Trabalho.

Fonte: IBGE / Ministério do Trabalho


O Dia do Trabalho no Brasil



No Brasil, como não poderia deixar de ser, as comemorações do 1º de maio também estão relacionadas à luta pela redução da jornada de trabalho. A primeira celebração da data de que se tem registro ocorreu em Santos, em 1895, por iniciativa do Centro Socialista, entidade fundada em 1889 por militantes políticos como Silvério Fontes, Sóter Araújo e Carlos Escobar. A data foi consolidada como o Dia dos Trabalhadores em 1925, quando o presidente Artur Bernardes baixou um decreto instituindo o 1º de maio como feriado nacional. Desde então, comícios, pequenas passeatas, festas comemorativas, piqueniques, shows, desfiles e apresentações teatrais ocorrem por todo o país.

Com Getúlio Vargas – que governou o Brasil como chefe revolucionário e ditador por 15 anos e como presidente eleito por mais quatro – o 1º de maio ganhou status de “dia oficial” do trabalho. Era nessa data que o governante anunciava as principais leis e iniciativas que atendiam as reivindicações dos trabalhadores, como a instituição e, depois, o reajuste anual do salário mínimo ou a redução de jornada de trabalho para oito horas. Vargas criou o Ministério do Trabalho, promoveu uma política de atrelamento dos sindicatos ao Estado, regulamentou o trabalho da mulher e do menor, promulgou a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), garantindo o direito a férias e aposentadoria.

Na Constituição de 1988, promulgada no contexto da distensão e redemocratização do Brasil após a ditadura militar (que perseguiu e colocou no mesmo balaio liberais, comunistas e cristãos progressistas), apesar de termos 80% dos tópicos defendendo a propriedade e meros 20% defendendo a vida humana e a felicidade, conseguiu-se uma série de avanços – hoje colocados em questão – como as Férias Remuneradas, o 13º salário, multa de 40% por rompimento de contrato de trabalho, Licença Maternidade, previsão de um salário mínimo capaz de suprir todas as necessidades existenciais, de saúde e lazer das famílias de trabalhadores, etc.

A luta de hoje, como a luta de sempre, por parte dos trabalhadores, reside em manter todos os direitos constitucionais adquiridos e buscar mais avanços na direção da felicidade do ser humano.

Quebre os grilhões

Lázaro Curvêlo Chaves - Primeiro de Maio de 2004


"Meu Maio", de Vladimir Maiakovski

A todos

Que saíram às ruas

De corpo-máquina cansado,

A todos

Que imploram feriado

Às costas que a terra extenua –

Primeiro de Maio!

Meu mundo, em primaveras,

Derrete a neve com sol gaio.

Sou operário –

Este é o meu maio!

Sou camponês - Este é o meu mês.

Sou ferro –

Eis o maio que eu quero!

Sou terra –

O maio é minha era!


Fatos importantes relacionados ao

1º de maio no Brasil:



- Em 1º de maio de 1940, o presidente Getúlio Vargas instituiu o salário mínimo. Este deveria suprir as necessidades básicas de uma família (moradia, alimentação, saúde, vestuário, educação e lazer)

- Em 1º de maio de 1941 foi criada a Justiça do Trabalho, destinada a resolver questões judiciais relacionadas, especificamente, as relações de trabalho e aos direitos dos trabalhadores.


30 de Abril Dia Nacional da Mulher


Lei Nº 6.791 - 09/06/1980

Foi no dia 30 de abril que nasceu a fundadora do Conselho Nacional da Mulheres, Sra. Jerônima Mesquita. Como homenagem àquela extraordinária mulher, grande filantropa, foi escolhido o dia de seu nascimento para se comemorar o Dia Nacional da Mulher.

Derrubaram-se tabus, obstáculos foram vencidos, a ocupação dos espaços foi iniciada. Graças à coragem de muitas, as mulheres conquistaram o direito ao voto, a chefia dos lares, colocação profissional, independência financeira e liberdade sexual. Apesar de válidas, essas aberturas ainda são uma gota num oceano de injustiças e preconceitos.

No último século, o movimento feminista contribuiu imensamente para a efetivação das conquistas das mulheres. Embora muito tenha sido feito, as respostas às questões femininas são pouco eficazes, já que os homens ainda detêm a hegemonia em diversos setores sociais. As politicas públicas ainda devem muitos feitos à população feminina.

Dia Nacional da Mulher

Prova da necessidade de maior reconhecimento da mulher é a própria institucionalização de uma data-homenagem; se a sociedade efetivamente tivesse incorporado a idéia de que os dois sexos estão em pé de igualdade, não haveria necessidade de se criar um dia para lembrá-la; seria uma atitude inútil e redundante.

A busca incessante por um lugar ao sol está apenas começando. As mulheres seguem às voltas com os mais variados tipos de violência: no lar, no trabalho e na sociedade. São vítimas, na maioria das vezes silenciosas e indefesas, de agressões físicas, sexuais e psicológicas de todos os tipos e intensidades. E de outras tantas formas de violência, bem mais sutis, embora não menos perversas, como a desvalorização no mercado de trabalho (recebendo salários sempre menores do que os homens que exercem as mesmas funções), as dificuldades de ascensão a postos de comando (nas empresas e na política) e a dupla jornada, entre outras tantas.

Ao contrário do que se possa pensar, não é necessária uma "Guerra dos Sexos" para que o quadro de injustiças se reverta. Sem destituir-se de sua feminilidade, as mulheres podem engajar-se numa luta forte, mas não necessariamente agressiva. Provar ao mundo que não é necessário se revestir de um invólucro masculino para intimidar seus oponentes. A força feminina é suave e poderosa por si só.

A história de lutas e conquistas de tantas mulheres, muitas delas mártires de seu ideal, no decorrer de quase dois séculos, leva a humanidade a iniciar um novo milênio diante da constatação de que ela buscou e conquistou seu lugar. Mais que isso, assegurou seu direito à cidadania, legitimando seu papel enquanto agente transformador.

Fonte: Planeta news

Dia Nacional da Mulher

As mulheres têm conquistado, embora em tempo lento, direitos e deveres sociais que precisam ser preservados.

O movimento de mulheres em seu próprio prol é antigo. Inicialmente foi silencioso e sutil. As formas de abordagem da condição feminina têm variado no tempo e no espaço.Deve-se ressaltar ainda que muitas vezes a história das mulheres foi marcada por tragédias. No final do século XVIII, Olimpe de Gouges, em França, foi guilhotinada. Outras mulheres que como ela lutaram por uma nova França, pela Revolução francesa, foram assassinadas porque reclamaram a não inclusão dos direitos da mulher no Código Civil que adveio logo após aquele movimento político. No século XIX, em 8 de março de 1857, cerca de 129 mulheres morreram queimadas dentro de uma fábrica em Nova Yorque porque reivindicavam condições dignas de trabalho. São fatos marcantes para a história das mulheres no ocidente. A indignação das mulheres as fortaleceu a continuar em busca do reconhecimento de sua igualdade com os homens e mais tarde, da importância das diferenças entre os sexos sob uma ótica democrática.

Dia Nacional da Mulher

Na segunda metade do século XX, no Brasil, o movimento de mulheres juristas evoluiu no sentido da busca da identidade e capacidade para gerir os atos da vida civil.As advogadas Romy Medeiros da Fonseca e Orminda Bastos apresentaram em julho de 1952, à VIII Assembléia da Comissão Interamericana de Mulheres da OEA - Organização dos Estados Americanos, o anteprojeto por elas elaborado, que modificaria a condição jurídica da mulher no Brasil, embora somente dez anos depois,em 1962. Em 1957, Romy Medeiros da Fonseca,assomou a Tribuna do Senado da República para defender o projeto de lei 29/52. Então, em 1962, o Poder Legislativo tombou sob o número 4.121, a lei que ficou conhecida como o Estatuto da Mulher Casada. Essa lei alterou vários artigos do Código Civil brasileiro, datado de 1916. Esse novo documento concedeu às mulheres o direito de trabalhar fora do lar sem a autorização do marido ou paterna e, em caso de separação do casal, o direito à guarda do filho. A luta continuou para que outras leis surgissem a amparar as mulheres, não por favor, mas por direito.

Já agora, século XXI, Código Civil brasileiro renovado, a condição jurídica da mulher está menos discriminatória. Mas há ainda muito o que avançar para a garantia da democracia paritária. No início do século XX, uma brasileira que esteve a estudar na Europa, Jerônima Mesquita, ao retornar ao Brasil, trouxe consigo a coragem de enfrentar as situações contrárias às mulheres. Uniu-se a um grupo de senhoras combativas e tornou-se feminista, assistencialista e sufragista. Lutou por inúmeras causas. Era mineira de Leopoldina, nascida em 30 de abril de 1880. Faleceu na cidade do Rio de Janeiro, onde morava, em 1972. Em homenagem à sua data natalícia,um grupo de feministas trabalhou para que se tornasse o Dia Nacional da Mulher. Isso ocorreu pela lei nº 6.791/80, sancionada pelo Presidente João Figueiredo. A comemoração do Dia Internacional da Mulher tem sido importante para a divulgação das questões de gênero e sensibilização de políticos para a situação da mulher no Brasil.No momento, a preocupação maior é quanto a violência contra a mulher, inclusive a doméstica. O Dia Nacional da Mulher, 30 de abril, é mais uma ocasião para continuar a investigação sobre a condição feminina no Brasil e a busca incessante de soluções.

Fonte: www.wmulher.com.br