Contador de visitas

5 de fev de 2012

Divulgando









Dia Internacional da Mulher - 08/03

À você Mulher



Bem aventurada a mulher que cuida do próprio perfil interior e exterior, porque a harmonia da pessoa faz mais bela a convivência humana. Bem aventurada a mulher que, ao lado do homem, exercita a própria insubstituível responsabilidade na família, na sociedade, na história e no universo inteiro. Bem aventurada a mulher chamada a transmitir e a guardar a vida de maneira humilde e grande. Bem aventurada quando nela e ao redor dela acolhe faz crescer e protege a vida. Bem aventurada a mulher que põe a inteligência, a sensibilidade e a cultura a serviço dela, onde ela venha a ser diminuída ou deturpada. Bem aventurada a mulher que se empenha em promover um mundo mais justo e mais humano. Bem aventurada a mulher que, em seu caminho, encontra Cristo: escuta-O, acolhe-O, segue-O, como tantas mulheres do evangelho, e se deixa iluminar por Ele na opção de vida. Bem aventurada a mulher que, dia após dia, com pequenos gestos, com palavras e atenções que nascem do coração, traça sendas de esperança para a humanidade.

Parabéns a todas as Mulheres da E. M. Profª Rosa Mª Berezoski Demarchi


Inauguração Praça da Leitura

Projeto de Leitura intitulado “Interação entre Pais e Filhos”,inaugura Praça de Leitura e divulga Projeto Jardim Ecológico de 2010/11.
A Praça de Leitura da E M Professora Rosa Maria Berezoski Demarchi, foi inaugurada no dia 24/02/1012 e divulgado o Projeto Jardim Ecológico realizado em 2010/11. Nestes Projetos trabalhou-se com o livro Mãos á Obra do professor Boris, livros doados pela Fundação Educar D Pascoal, que a Biblioteca Monteiro Lobato recebe todos os anos. O livro trabalhado no projeto trata de questões ambientais e cidadania, isto possibilitou diversas atividades em oficinas, trazendo os pais ou familiares para participarem do projeto com os alunos do Pelotão Ecológico ( coordenado pela professora Janette Vierheller (atividades complementares), tanto no Jardim de uma das residências de um aluno em 2010, como o da Praça de Leitura em nossa escola no ano de 2011/12. As oficinas iniciam com a interação, onde juntos pais e filhos realizam a leitura do livro, interpretam o texto e depois todos interagem como leitores; partindo da teoria para a prática, ou seja, da historia do livro para a nossa realidade.
O Projeto de Leitura foi desenvolvido pelo professor Rogério F. Fiedler, responsável pela biblioteca da escola, contou com a parceria das professoras Janette, Eliete de França ( sala informatizada) e professor Fabio Salun ( artes) que realizou a pintura do muro com seus alunos. Trabalharam em equipe para que tudo desse certo, encontraram apoio da equipe administrativa que avaliou e aprovou o projeto. Segundo Rogério os diretores Ana Karina (diretora) e José Adelir (aux direção), além de apoiar sempre estiveram presentes no desenvolvimento do projeto, buscando parcerias para patrocínio que custou R$ 7.000.00, este valor foi doado por Adelte Marcondes profissional da área educacional e seu irmão Alcione Marcondes empresário da região, eles não conheciam a escola, mas gostaram do projeto porque envolve a interação entre leitura, pais, filhos, escola e comunidade com foco no Pilar Cidadania do projeto Caráter Conta. Conheceram a escola através da pessoa do vereador Bento que fez a ponte até estes patrocinadores. Nossos objetivos foram alcançados através da conclusão da obra, envolvendo estes pais que na prática deram lição de vida para seus filhos, ajudaram a construir este novo espaço de leitura na escola. Estes alunos comprometidos trouxeram parentes no lugar dos pais que não puderam participar, estes, porém, cumpriram seu dever como cidadão consciente. Encontramos mais motivação no desenvolvimento do projeto, um exemplo está nesta frase de um destes (tio de aluna): “Hoje vou sair daqui cansado, mais sei que vou chegar em casa contente, com a satisfação de meu dever cumprido”. Isto é cidadania! Pessoas que fazem a diferença na vida escolar dos seus. Agradeço imensamente toda ajuda destes que estão envolvidos nesta obra!

Texto: Rogério F. Fiedler (Bibliotecário)
 
Veja momentos abaixo:






História do Dia Internacional da Mulher

História do 8 de março



No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Objetivo da Data

Ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Muito foi conquistado, mas muito ainda há para ser modificado nesta história.

Conquistas das Mulheres Brasileiras

Podemos dizer que o dia 24 de fevereiro de 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo.



Marcos das Conquistas das Mulheres na História

1788 - o político e filósofo francês Condorcet reivindica direitos de participação política, emprego e educação para as mulheres.
1840 - Lucrécia Mott luta pela igualdade de direitos para mulheres e negros dos Estados Unidos.
1859 - surge na Rússia, na cidade de São Petersburgo, um movimento de luta pelos direitos das mulheres.
1862 - durante as eleições municipais, as mulheres podem votar pela primeira vez na Suécia.
1865 - na Alemanha, Louise Otto, cria a Associação Geral das Mulheres Alemãs.

1866 - No Reino Unido, o economista John S. Mill escreve exigindo o direito de voto para as mulheres inglesas
1869 - é criada nos Estados Unidos a Associação Nacional para o Sufrágio das Mulheres
1870 - Na França, as mulheres passam a ter acesso aos cursos de Medicina.
1874 - criada no Japão a primeira escola normal para moças
1878 - criada na Rússia uma Universidade Feminina
1901 - o deputado francês René Viviani defende o direito de  voto das mulheres

Fonte: http://www.suapesquisa.com/dia_internacional_da_mulher.htm
 

 VÍDEO EM DESTAQUE: 

TERREMOTO EM SÃO FRANCISCO



O grande terremoto que abalou a cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, em 1906. O terremoto na época destruiu boa parte da cidade americana e ceifou algumas centenas de vidas. As imagens da época foram registradas de forma dramática.

 

 Filme mudo registra a destruição da cidade de São Francisco, em 1906.

Fonte:  http://www.youtube.com/watch?v=kKkKPRyxJok

 


PREZADOS ALUNOS, PROFESSORES E FUNCIONÁRIOS...

Em todos os povos do mundo, em todas as épocas da humanidade, o que se espera de uma nova geração é que ela aprenda os ensinamentos dos mais velhos e siga os passos daqueles que já trilharam muitos caminhos. Os pais esperam dos seus filhos que os escutem e ponham em prática, o que eles lhes ensinam. Os professores se orgulham dos alunos que os seguem.

O Conhecimento não é somente assimilar passivamente um saber, um conteúdo, um objeto. Admitimos a idéia de que devemos partir de algo, mas para que haja conhecimento esse algo deve ser transformado, repensado, ter que adquirir novo significado e ser re-elaborado. Podemos fazer isso em conjunto, com outros indivíduos, mas cada um, individualmente, precisa contribuir com sua parcela de intelectualidade e de ação.
Juntos queremos, nesse novo ano letivo fortalecermos nosso espírito para que os objetivos almejados em nossos projetos sejam alcançados com sucesso. E nesta caminhada precisaremos de perseverança, senso de compromisso, dedicação, entrosamento e responsabilidade.
É com esse espírito e amor pela educação, que damos as boas vindas e um bom retorno a todos: alunos, pais, professores e demais funcionários para que com vibração e alegria iniciemos nossas atividades.
Esperamos que todos nós possamos nos apropriar dos saberes que nos serão colocados nesta ano. Esperamos também que cada um siga os seus próprios passos, que trilhe novos caminhos, que ouse, que transforme. Damos as boas vindas e desejamos um ano letivo de comprometimento e ressignificação de valores sociais e educacionais aos alunos e seus pais, a professores e funcionários desta grande família chamada:
Rosa Maria Berezoski Demarchi.

Refletindo:
Cada ESCOLA é uma escola,
Cada PROFESSOR é um professor,
Cada TURMA é uma turma,
Cada ALUNO é um aluno.
Que bom que assim seja!
Vamos por isso buscar o encontro dos nossos pontos comuns e CRESCER com a troca do diferente de cada um de nós".
Um ótimo retorno!

Nenhum comentário: